Foto: Photographee.eu/Shutterstock

A cor é responsável por tirar a decoração do óbvio e dar mais vida aos espaços – no entanto, nada mais comum do que acabar optando pelo neutro por conta do medo de errar. Quer sair do básico, mas não sabe por onde começar? A arquiteta Karina Korn dá cinco dicas que vão te fazer perder o receio e deixar a sua casa incrível.


Foto: Photographee.eu/Shutterstock

Invista em plantas

As plantas podem ser um bom começo para acrescentar vida aos espaços, e elas nunca estiveram tão em alta! “Mesmo com o verde das folhagens nós entendemos os vasos como neutros, dando um toque de cor e de alegria sem assustar. Nós acabamos não focando tanto na tonalidade e vendo o ambiente de maneira mais homogênea, é algo que combina com tudo e não choca”, indica.

Comece aos poucos

Você não precisa trazer vários objetos e cores diferentes do dia para a noite – se a ideia é se acostumar e deixar de lado o receio, o melhor é treinar e ir devagar. “Nós temos que começar aos poucos para não causar desconforto, e, acredite, cor é algo que vicia – você começa com um objeto, depois acaba querendo outro e quando percebe está com um ambiente todo colorido e interessante. É algo gradativo, mas que não é demorado e te ajuda a tomar gosto. Traga um enfeite em uma cor que você goste, uma almofada ou um tapete, que são coisas que conseguimos remover rapidamente”, aconselha.


Foto: Africa Studio/Shutterstock

Aposte em tecidos

Outra boa dica para conseguir combinar cores e montar uma cartela bacana é começar pelos tecidos – recursos práticos de visualizar e aplicar. “É muito bacana começar pelos tecidos de itens menores, como mantas, poltronas, almofadas e até cortinas pequenas ou médias. Nós estamos mais acostumados com os tecidos coloridos, conseguimos colocar lado a lado para ter certeza da combinação antes de instalar e ainda fácil é de trocar – tudo isso ajuda a dar mais segurança”, conta.


Foto: Photographee.eu/Shutterstock

Dê uma chance ao mobiliário

E que tal colocar um único objeto grande e colorido para sair do básico? “Uma sala toda neutra com uma cômoda amarela ou uma poltrona estampada ou em uma cor bonita faz uma enorme diferença e acrescenta cor sem muitas chances de errar. Esse tipo de recurso, além de muito bonito, te faz perder o medo de deixar os espaços mais vibrantes”, garante.

Descombine!

Uma situação bastante comum ao introduzir cores é pensar demais se elas funcionarão juntas e acabar deixando de lado aqueles itens que você gostou muito por conta dessa preocupação – mas, acredite, com jeitinho é possível fazer com que tudo funcione: “Quando você coloca uma cor só em tudo o resultado é uma nova leitura do neutro, então não é o melhor caminho. Nós precisamos abandonar essa ideia de que é preciso ter tudo combinadinho, porque praticamente todas as cores funcionam juntas e é tudo uma questão de ajustar as tonalidades e usar o bom senso. Não tenha medo de misturar, porque isso dá personalidade”.