Foto: Iryna Inshyna/Shutterstock

Depois do período de descanso e muita diversão, é chegada a hora de retomar a rotina e o bom desempenho escolar – e você pode ajudar o seu pequeno para que tudo ocorra de maneira tranquila e, claro, com o terreno preparado para garantir boas notas no segundo semestre! A coordenadora pedagógica Christina Rezende de Souza, do Colégio Marista Champagnat, dá cinco dicas essenciais para o período de volta às aulas.

Tranquilize seu filho

É comum que as crianças fiquem ansiosas por conta dos novos desafios e da necessidade de realizar trabalhos e provas, e é muito importante saber como tranquilizá-las para que elas consigam ter um bom desempenho. “Matérias e conteúdos novos podem assustar, por isso é importante tranquilizar, explicando que a transição não é nenhum bicho de sete cabeças e que os professores estarão sempre presentes para ajudá-las no que for necessário. Deixe claro a importância da escola na vida da criança para que ela se sinta mais confiante e determinada. Mostre que estudar pode ser prazeroso e divertido, assim ela terá mais vontade de ir para a escola”, revela a especialista.


Foto: LightField Studios/Shutterstock

Deixe que que ele organize o material escolar

Se envolver mais com tudo o que é da rotina escolar é outro passo que pode ajudar bastante a transformar a ansiedade do retorno em algo positivo, então vale apostar. “É interessante que as crianças tenham autonomia para organizar suas mochilas. Esse processo deve ser feito antecipadamente para que não seja tumultuado. Organizar o material de forma tranquila também auxilia o aluno a ter uma boa transição”, esclarece.

Cobre sem exageros

Cobrar um bom desempenho e foco nos estudos é outra medida bastante comum, mas que deve ser usada com cuidado para não ter o efeito contrário. “Como o momento é de readaptação, cobranças fora da medida podem assustar ainda mais a criança. Por isso, procurar entender se ela apresentar alguma resistência em ir à escola é o melhor caminho para resolver o problema”, explica. Nos primeiros dias, vale focar em perguntar como está sendo o retorno.


Foto: wavebreakmedia/Shutterstock

Já a lição de casa, que costuma estar presente ainda na primeira semana de aula, precisa ser retomada como de costume: “Não deixe que a tarefa de casa se acumule. Ajude seu filho a organizar uma rotina de estudos. Esse hábito vai ajudá-lo a apresentar um bom rendimento escolar e a ter uma participação mais assídua e segura em sala de aula”.

Superando o medo

De acordo com a especialista, é natural que crianças pequenas fiquem ansiosas e até com medo de enfrentar o recomeço na escola – e uma boa conversa pode aliviar esses sentimentos negativos: “Ajude seu filho a superar esse momento conversando, ouvindo-o e reforçando que estará sempre a seu lado. Ao deixá-lo na escola, seja breve e carinhoso na despedida, deixando bem claro que alguém vai buscá-lo ao término da aula”.

Mantenha os momentos de lazer

O final das férias não deve significar o fim da diversão! Muito pelo contrário. “É importante que a criança continue desfrutando momentos de lazer. Incentive o seu filho a concluir as tarefas para aproveitar melhor as brincadeiras em casa com amigos ou familiares”, conclui.