Foto: Ponomarenko Anastasia/Shutterstock

Se você gosta de games, provavelmente já ouviu falar muito sobre o FPS. A sigla diz respeito aos Frames Per Second, ou seja, a quantidade de quadros por segundo que o seu computador ou console são capazes de exibir. Mas, afinal, qual a importância dele e como esse número impacta o seu desempenho dentro do jogo? O blog te explica.

Antes de tudo, é preciso compreender que cada quadro equivale a uma imagem estática, e nos games elas são capturadas em sequência e exibidas em uma determinada quantidade a cada segundo. Ou seja, um jogo com 60 FPS que roda a 60 FPS exibe 60 quadros a cada segundo e, caso a sua taxa seja menor, ele se apresentará de maneira lenta e pouco fluída, prejudicando a sua experiência.

Foto: Gorodenkoff/Shutterstock

FPS x desempenho

Nos single players, o FPS vai impactar apenas na fluidez, podendo dar pequenas travadas naquelas cenas que exigem uma maior capacidade gráfica. O problema real está nos títulos competitivos, já que enxergar mais quadros por segundo pode ser determinante para a vitória em uma partida. Imagine, por exemplo, um jogo de tiro em primeira pessoa: se você tem uma taxa de frames maior que a do seu oponente, você pode enxergar melhor seus movimentos e reagir de maneira mais veloz. Já em um MMO, é possível que você não consiga desviar de algum golpe naquela dungeon ou raid por não ter visto a marcação no chão a tempo.

De maneira geral, considera-se que um FPS de 30 é o mínimo para aproveitar qualquer game, sendo 60 o ideal para a maioria dos títulos.

O que impacta o FPS

Quase tudo no seu computador ou console – e até mesmo as configurações que você coloca no game – impacta o seu FPS. No entanto, os elementos mais importantes nessa equação são a placa de vídeo e o seu monitor. A placa de vídeo, ou GPU, é a grande responsável por renderizar os gráficos em 3D e, quanto mais poderosa, mais fácil será para ela exibir mais quadros por segundo com uma resolução bacana.

Vale dizer que de nada adianta ter uma placa extremamente poderosa se o seu monitor não for capaz de acompanhar. Cada monitor, seja gamer ou comum, tem uma capacidade de frequência de hertz, que diz respeito à quantidade de frames mostrados a cada segundo. Esse número precisa ser equivalente ao FPS suportado pela sua placa de vídeo e pelo game, caso contrário ele será limitado e você não terá um bom resultado. Para rodar um jogo em 60 FPS, será necessário, além de uma boa GPU, um monitor com 60 Hz de frequência.

Foto: Gorodenkoff/Shutterstock

Como aumentar a taxa FPS?

Se ainda não é possível fazer a troca de componentes do seu computador, você pode melhorar a situação através de outros recursos e macetes. O primeiro é manter o driver da sua placa de vídeo sempre atualizado, já que ele influencia diretamente no desempenho do hardware. Para isso, basta acessar o seu painel de controle, ir até o gerenciamento de dispositivos e clicar para atualizar a placa de vídeo.

Outra medida simples é reduzir um pouco a resolução do game para uma capacidade menor do que a do seu monitor. Por exemplo, se você tem um Full HD com resolução de 1920×1080 pixels, considere mudar as configurações dentro do jogo para 1366×768 ou até 1024×768. Isso comprometerá a qualidade de imagem, mas fará com que o título rode com mais eficiência. Também é válido fechar todas as janelas e demais recursos do computador e investir em softwares de otimização de desempenho.