Foto: New Africa/Shutterstock

Transformar a sala de televisão em um verdadeiro cinema em casa é uma das grandes tendências – e o projetor pode ser o seu maior aliado na hora de recriar essa experiência com qualidade de imagem e imersão! Saiba como apostar no equipamento sem erros e aproveitar o melhor da sétima arte no conforto do seu lar. 

“Hoje em dia os projetores evoluíram muito, e eles trazem qualidade de imagem de altíssima qualidade mesmo sem um ambiente totalmente escuro. Além de ter mais aquela sensação de cinema, o equipamento também te permite uma redução de custos, já que televisões grandes pedem um investimento maior”, explica a arquiteta Patrícia Pena

Foto: KeyStock/Shutterstock

Tamanho e posição

O primeiro passo para acertar na escolha do seu projetor é ficar de olho na posição de instalação e na distância que ele precisa ter para entregar uma boa resolução. “Nós temos equipamentos que são colocados na lateral, e os tradicionais que devem ficar no meio da sala e no alto, geralmente embutidos no teto. A grande maioria das telas grandes pede uma distância de cerca de três metros, mas isso pode variar bastante. Meça a sua sala, pense onde quer que o projetor fique e busque algo compatível”, indica. 

Sala de cinema x sala de estar

Se a ideia é instalar o equipamento em uma sala com dupla função, o ideal é reduzir ao máximo o impacto visual do equipamento quando ele estiver desligado – o que pode ser feito com a ajuda da arquitetura e da tecnologia. “Nós podemos automatizar com um sistema de lift, que deixa a tela do projetor embutida no forro de gesso para que desça apenas quando for acionado. Isso é simples de fazer e ainda permite que você tenha uma parede bonita, com quadros que complementem a sua decoração e deixem o espaço com cara de sala de estar”, conta. 

Foto: Dariusz Jarzabek/Shutterstock

Complemente a sua experiência

Mesmo que a maioria dos projetores modernos funcionem tanto com as luzes acesas quanto apagadas, é importante investir em uma iluminação bacana para complementar a sua experiência de cinema em casa. “Aconselho sempre a instalação de cortinas blackout, porque a ausência de luz dá mais imersão. Você também pode complementar com lâmpadas dimerizáveis que se ajustem à quantidade de luz desejada”, revela. 

E, claro, nenhum cinema está completo sem um bom equipamento de som – algo necessário para complementar os projetores, que não contam com uma potência de áudio tão alta quando dos televisores modernos: “Som é muito importante quando falamos em cinema em casa, então vale investir em soundbar ou nas caixas acústicas que tragam essa sensação de estar dentro da cena. Revestimentos acústicos também ajudam muito, com painéis de tecido nas paredes, tapetes mais fofos e pesados e um sofá com tecido de contato agradável. Tudo isso ajuda a fazer com que o som não reverbere e distorça”.