Foto: Followtheflow/Shutterstock

Os animais de estimação enchem o lar de amor e diversão e são considerados parte importante da família – portanto, nada mais justo do que pensar neles quando o assunto é montar a decoração ideal! Pensando em aprimorar o estilo dos seus espaços e ainda trazer conforto ao seu melhor amigo, o blog traz dicas que vão da segurança e bem-estar, à boa conservação dos seus móveis e pisos. 


Foto: New Africa/Shutterstock

De olho nos tecidos

É muito comum que cães e gatos deitem em sofás, poltronas e tapetes, e a escolha dos tecidos pode fazer toda a diferença para que esses itens se mantenham bonitos e como novos por muito mais tempo. “As lojas aperfeiçoam cada vez mais, e hoje temos diversas opções consideradas ‘pet friendly’, capazes não só de resistir às unhas, como também de repelir saliva e urina. Sempre indico escolher sofás e poltronas que já venham com impermeabilização, ou fazer isso depois do recebimento do produto”, explica a arquiteta Karina Korn.

Escolhas bastante resistentes incluem o Jacquard (que é fácil de encontrar e higienizar) e o linho sintético (com toque macio, elegante e muito resistente). Já para os tapetes, fibras naturais – que estão em alta na decoração – caem muito bem e costumam ser bastante duráveis. Mas fique atento: se você tem gatos, o ideal é que elas sejam mais lisas e sem tanta aderência para que as unhas não fiquem presas.

Foto: Africa Studio/Shutterstock

Escolha bem os móveis

Também é importante ficar de olho nos móveis, evitando quinas muito pontiagudas que possam machucar o seu bichinho e materiais pouco duráveis que correm o risco de descascar rapidamente. “Depende muito da personalidade de cada animal, mas se você tem um gato que costuma subir nas coisas, ou um cão que ainda está na fase de morder, o melhor é evitar madeiras muito finas, como o compensado de MDF, e com pinturas que lascam fácil, como laqueados. Prefira uma marcenaria mais robusta”, indica. Ter um bom espaçamento entre seus objetos – criando um espaço de circulação suficiente para que ele possa se mover sem bater – é outro cuidado que vai aumentar tanto a segurança do seu pet, quanto a durabilidade dos seus itens. 


Foto: Followtheflow/Shutterstock

Pisos e revestimentos

Quanto o assunto é pisos, o mais indicado é evitar os muito porosos, que podem fazer com que os animais derrapem, e dar preferência à madeiras tratadas ou porcelanatos e revestimentos cerâmicos mais rústicos. “Todas as madeiras precisam receber algum tipo de impermeabilização para que urina e água não penetrem e marquem o material, e ficar longe das que são muito moles, porque mesmo com tratamento elas acabam riscando com facilidade. Boas opções hoje são os vinílicos, que trazem muitas possibilidades com selo pet friendly”, aponta a especialista.


Foto: Africa Studio/Shutterstock

Monte um cantinho pet

Caminhas, brinquedos e torres espalhados pela casa podem gerar a sensação de bagunça – mas, ao preparar um cantinho especial para todos esses itens, você consegue não só manter uma boa organização, como também criar uma decoração interessante e que se encaixe com o seu ambiente. “Investir em brinquedos e itens de entretenimento é uma das maneiras de deixar os animais mais tranquilos e com a atenção voltada à esses itens e não aos móveis, então é sempre uma boa ideia. Vale a pena pensar em um cantinho especial na sala, varanda ou onde o pet passa mais tempo, com todos os acessórios juntos e às vezes até uma pintura diferente na parede”, esclarece. 

Para os gatos, túneis para correr, prateleiras para subir e torres com arranhadores são investimentos que entretêm e ainda permitem que eles aliviem seus instintos de arranhar, escalar e caçar.

Limpeza e segurança

A limpeza costuma ser uma grande preocupação de quem mantém os bichinhos dentro de casa, mas já existem soluções para deixar essa etapa da rotina mais prática e eficiente. Para as paredes, por exemplo, é possível investir nas tintas laváveis, que permitem a remoção de marcas de patas com apenas um pano úmido. Já para o piso, os robôs aspiradores são grandes aliados para manter os ambientes sempre limpos e livros de pelos com mínimo esforço. 

 

No quesito segurança, além das quinas e espaços entre os móveis, existem as redes de proteção para janelas e vãos de escadas, itens considerados obrigatórios tanto para gatos, quanto para cachorros.