Foto: Followtheflow/Shutterstock

Você já ouviu falar em decoração sustentável? Aliando estilo com os chamados “3-Rs” (reduzir, reutilizar e reciclar), ela ganha cada vez mais espaço pela eficiência e um menor impacto ambiental. O blog traz quatro dicas especiais para embarcar nessa tendência. 

Foto: Robert Kneschke/Shutterstock

Dê vida nova aos móveis especiais

Uma cadeira gasta, um aparador que perdeu os puxadores ou aquela cômoda herdada da avó há muitos anos não precisam ser descartados: com criatividade e os materiais certos, você dá vida nova e ainda ajuda a trazer mais personalidade ao seu espaço. “Vale muito a pena renovar peças antigas e que tenham uma história importante para você. Podemos lançar mão de uma nova pintura, troca de puxadores ou portas e usar a imaginação para modernizar e dar realmente uma cara nova”, explica a arquiteta Viviane Sakumoto, do Tesak Arquitetura. 

Foto: Pixel-Shot/Shutterstock

Reutilize com criatividade

Que tal lançar um novo olhar sobre as garrafas de vidro, latinhas e outros objetos que normalmente seriam descartados? “O faça você mesmo está em alta na decoração e geralmente temos muito a ganhar com ele. Garrafas de bebidas, por exemplo, podem ganhar novas pinturas ou apenas ter seus rótulos removidos para criar um belo arranjo de mesa com plantas, ou mesmo para servir água e sucos, pallets podem ser utilizados para fazer mesas e assentos e garrafas PET se transformam em vasos”, indica. 

Invista em tecnologia

Você sabia que uma casa inteligente agrega não só praticidade, como também ajuda em um estilo de vida mais sustentável? “Hoje nós temos as lâmpadas inteligentes e dimerizáveis em LED, que trazem muita durabilidade, reduzindo o descarte, e ainda ajudam no controle e eficiência energética. A automação e o uso de eletrodomésticos mais modernos e inteligentes te trazem um retorno considerável a longo prazo, porque você tem menos consumo de energia e água e ainda pode programá-los conforme a necessidade. O ar-condicionado pode ser ajustado para ligar nos horários que você precisa, as luzes podem ser controladas a distância e todo o manejo da casa fica muito mais fácil”, conta.

Compre com consciência

Não é um problema comprar novos itens de decoração e móveis, mas é preciso fazer isso de maneira consciente tanto para reduzir o impacto ambiental, quanto para ter mais comodidade: “É importante pesquisar tanto para saber se os materiais que estão ali são sustentáveis, quanto se são resistentes e feitos para durar. Um móvel de madeira reflorestada ou mais reforçado é sempre mais interessante porque não precisará ser trocado em pouco tempo, assim como u uso de tecidos ecológicos. Hoje podemos achar até mesmo rodapés feitos de garrafas PET recicladas, que tem uma durabilidade altíssima de pintura e instalação com quase nenhuma manutenção”.