Na segunda-feira (8), acontece o Dia Internacional da Mulher – uma data muito especial para celebrar as mulheres que lutaram por um mundo mais igualitário e reforçar a importância de seguir sempre nessa jornada. Para comemorar e te inspirar, o blog traz cinco filmes com protagonistas fortes e incríveis da vida real ou da ficção.

Foto: divulgação

Mulan

Hua Mulan (Liu Yifei) é a filha mais velha de um grande guerreiro, que não sente ter encontrado o seu lugar ou como trazer honra aos seus pais. Ao sofrer uma invasão dos Hunos, o Imperador da China emite um decreto convocando um homem de cada família para servir no exército e Mulan decide tomar o lugar de seu pai. Assumindo a identidade de Hua Jun, ela se disfarça de homem em uma jornada de coragem, amor e propósito.

Foto: divulgação

Estrelas Além do Tempo

Inspirado em uma história real, o filme se passa em 1961, durante a Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética. As duas nações travam uma corrida espacial, ao mesmo tempo me que a sociedade norte-americana vive uma grande separação racial entre brancos e negros. A cisão se reflete também na NASA, onde um grupo de funcionárias negras é obrigada a trabalhar longe dos demais funcionários. É nesse ambiente onde Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), grandes amigas, precisam provar sua competência e lidar com o preconceito que impedem que elas subam na hierarquia da NASA.

Foto: divulgação

Joy: o Nome do Sucesso

Também inspirado em uma história real, o longa apresenta Joy Mangano (Jennifer Lawrence), uma mulher criativa que entra na vida adulta conciliando a jornada de mãe solteira com a de inventora. Batalhadora e inteligente, ela se recusa a desistir e acaba se tornando uma das empreendedoras de maior sucesso dos Estados Unidos.

Foto: divulgação

As Sufragistas

Após décadas de manifestações pacíficas, no início do século 20 as mulheres no Reino Unido ainda não possuem o direito ao voto. Focado em tornar a causa uma realidade, um grupo decide então coordenar atos de insubordinação para chamar a atenção dos políticos. Maud Watts (Carey Mulligan), sem formação política, descobre o movimento e passa a cooperar com as novas feministas. Ela enfrenta grande pressão da polícia e dos familiares para voltar ao lar e se sujeitar à opressão masculina, mas decide que o combate pela igualdade de direitos para todas é mais importante que as obrigações pessoais.

Foto: divulgação

Mulheres do Século 20

Interessante e cheio de momentos emocionantes, o filme busca ilustrar o século XX através de mulheres nascidas em épocas diferentes e suas influências culturais. Nos anos 1970, na Califórnia, uma mãe (Annette Bening) tenta cuidar de sua família da melhor forma possível enquanto procura respostas para as vidas de suas duas jovens amigas – uma fotógrafa aficionada pela cultura punk (Greta Gerwig), e uma amiga de seu filho (Elle Fanning).