Foto: Photographee.eu/Shutterstock

O inverno pede uma cama quentinha, bonita e convidativa – preparada especialmente para deixar as suas noites de sono ainda melhores. E os jogos de cama, é claro, fazem toda a diferença. A especialista Dafni Santos, da ARTEX, dá dicas para escolher as peças certas para a estação mais fria do ano com muito estilo e, claro, com o aconchego que você merece.

Foto: ARTEX/Divulgação

Os materiais

As roupas de cama, em sua grande maioria, possuem o algodão como matéria prima – uma opção natural e que traz máximo conforto térmico e acabamento estético. “Quase todos os jogos de lençol da ARTEX são 100% algodão, porque eles se ajustam termicamente, ficando mais geladinhos no verão e, quando associados à manta e cobertores, mais quentinhos para o inverno. Tecidos mistos, com 50% de algodão e 50% poliéster, vão aquecer um pouco mais e podem ser boas escolhas para o outono”, explica. 

Quando feitos em 100% algodão ou uma alta porcentagem, os jogos de cama se tornam mais versáteis e podem ser utilizados durante todo o ano. “O algodão é um material que absorve o calor de outros materiais, como o poliéster, que é naturalmente mais quente. Por isso, podemos utilizar nos dias muito quentes, e criar camadas no Outono e Inverno que vão tornar a cama quente e gostosa”, completa. 

Foto: ARTEX/Divulgação

Criando camadas

Para reproduzir aquela cama linda de hotel (e bem quentinha para as noites mais frias) é importante investir em camadas que começam pelos lençóis macios e vão até os cobertores ou mantas. “Nós conseguimos trazer esse visual de cama decorativa e bem arrumada associando lençol, cobre-leito e mantas de microfibra – que são 100% poliéster com uma gramatura fina – e cobertor ou edredom. Como o edredom tem o revestimento 100% algodão e conta apenas com o enchimento de poliéster, ele é uma opção pesada, mas que não aquece tanto a ponto de não podermos usar no verão ou meia estação. Tudo fica completo com o uso de vários travesseiros, que aumentam a sensação de conforto e aconchego”, indica. 

Foto: ARTEX/Divulgação

Escolhendo as cores

Como a ideia é sempre criar camadas de acordo com a estação – partindo do básico lençóis e cobre-leito no verão à cama completa no inverno – o ideal é buscar cores que se complementem e que funcionem bem juntas, mesmo quando os jogos são desmembrados. “Nós temos desde as cores mais modernas e em tons alegres, que imprimem um tom mais inovador e jovem, como a cúrcuma, até as clássicas. Para o inverno, gostamos muito de usar os tons de azul, que trazem relaxamento, terracotas e vinhos, que imprimem calor e conforto, e o chumbo, que é muito versátil para todas as épocas e funciona com qualquer decoração. Mesmo que você opte por diversas estampas, tanto nos lençóis e porta-travesseiro, quanto nos cobre-leitos e mantas, é possível combinar tudo isso através de cores em comum e algumas camadas, como a do cobertor e do lençol base, lisas ou apenas com texturas.  É exatamente essa combinação entre estampa, textura e liso que vai deixar a cama especial e com ar de novidade”.