Foto: New Africa/Shutterstock

Bem-estar e acolhimento são as palavras de ordem na decoração em 2022! Com mais materiais naturais, texturas e objetos personalizados, os ambientes devem ganhar características únicas e que promovam a sensação de aconchego, sem abrir mão da modernidade e do estilo. O blog revela cinco grandes tendências para colocar em prática.

Artesanato/DIY

Os passo a passos de decoração nunca estiveram tão em alta, desde objetos simples, como vasos e cachepôs, até a renovação daqueles móveis que acabaram esquecidos em um cantinho da casa. “Hoje as pessoas estão mais dentro de casa, e isso aumentou a busca pela sensação de aconchego, algo que o artesanato e o feito à mão tendem a trazer. Tem muita gente com uma veia mais artística criando objetos ou revisitando algo que já tem, e isso é muito bacana .Reaproveitar é uma grande tendência, dando vida nova aos móveis com lixamento e pintura, trocando pés e puxadores, e é algo que eu proponho muito aos meus clientes. Além de sustentável, isso personaliza e cria memória afetiva”, explica a arquiteta Andrea Camillo

Foto: Vadym Andrushchenko/Shutterstock

Móveis com curvas

Seguindo a tendência de trazer a natureza para dentro de casa – que está em alta há pelo menos dois anos – os móveis com formas orgânicas devem retornar com tudo à decoração. “Nós vimos essas formas mais curvas em praticamente todos os ambientes nas grandes mostras de decoração, e essa é uma outra maneira de trazer características da natureza para dentro, já que não existem linhas retas na natureza. É interessante que você componha com os móveis de linhas mais retas, porque essa mistura cria movimento, tira a rigidez dos espaços e confere uma leitura moderna”, indica.

Foto: New Africa/Shutterstock

Mix de texturas

Os tecidos também devem ganhar importância na decoração, com texturas diferenciadas e que agradam tanto aos olhos, quanto ao toque. “A combinação de diferentes tecidos é uma forte tendência, que vem de alguns anos e deve se fortalecer. E é exatamente essa variação que traz o diferencial na arquitetura. Usar uma textura com uma cor chamativa, um tecido com profundidade, mas em cor neutra – é essa mescla que vai deixar tudo mais interessante. Não tenha medo de compor com almofadas, mantas e tapetes em acabamentos diversos”, conta.

Foto: Followtheflow/Shutterstock

Acabamentos naturais

Além das plantas – que já se tornaram queridinhas nos ambientes internos – também devemos ver mais texturas que lembram a natureza dentro de casa, seja em móveis ou em pequenos objetos de decoração. “Mais uma vez, essa é uma tendência que se fortalece pela busca do aconchego, dessa sensação de se sentir bem e próximo da natureza, principalmente nas grandes cidades. Materiais mais naturais como a madeira rústica, o barro, a cerâmica e a palha, que trazem também essa energia gostosa, estão em alta”, aponta a especialista.

Foto: Followtheflow/Shutterstock

Japandi

Como o blog j´á te contou, o estilo minimalista e aconchegante que combina o design nórdico com o japonês está em alta, aposta certa para quem busca simplicidade e acolhimento, mas com um toque bastante moderno e autêntico.