The Last of Us Part II é o grande vencedor do Game Awards 202o. Foto: divulgação

Nesta quinta-feira (10), aconteceu a edição 2020 do Game Awards – e para quem está em busca de títulos de qualidade para se divertir neste final de ano, nada melhor do que apostar nos jogos que fizeram bonito durante a premiação! O blog revela os ganhadores das principais categorias para desfrutar já na sua plataforma favorita.


Foto: divulgação

Jogo do Ano:
The Last of US Part II (PS4)

Como já era esperado, a sequência de The Last of Us conquistou não só o prêmio de melhor jogo de 2020, como também venceu outras seis categorias: Melhor Direção, Melhor Narrativa, Melhor Design de Áudio, Melhor Atuação, Melhor Inovação em acessibilidade Melhor Jogo de ação/aventura. No game, Ellie assume o papel de protagonita no lugar de Joel, entregando uma jogabilidade mais ágil que torna o gameplay intenso. A historia segue o mundo pós-pandêmico do primeiro título, dessa vez focando na evolução de infectados e saudáveis e na construção de diferentes grupos sociais. Mais violenta, madura e atenta aos detalhes de cenário, ela promete surpresas e reviravoltas, com diferentes perspectivas das decisões tomadas no decorrer da trama.


Foto: divulgação

Melhor Direção de Arte:
Ghost of Tsushima (PS4)

A ambientação no Japão feudal e os gráficos impressionantes renderam ao game o prêmio de Melhor Direção de Arte! Com uma narrativa envolvente e cheia de surpresas, ele te coloca na pele do samurai Jin Sakai, um guerreiro que se vê obrigado a abandonar seus ideais e começar a trilhar o caminho do fantasma para salvar a sua terra natal, a ilha de Tsushima, da invasão do império Mongol.


Foto: divulgação

Melhor Jogo de RPG e Melhor Trilha Sonora/Música:
Final Fantasy VII Remake (PS4)

Outro dos favoritos do ano, a primeira parte do remake de Final Fantasy VII conquistou duas categorias e é um prato cheio tanto para quem se apaixonou pelo clássico, quanto pelos fãs de RPG que nunca tiveram contato com o título original. O jogo traz todos os personagens que marcaram época de volta aos consoles, mantendo boa parte do enredo original, mas com novos detalhes que prometem uma experiência totalmente nova. Outros destaques vão para a qualidade gráfica – algo já esperado nos títulos Final Fantasy – e para a jogabilidade, que está ágil e sem dependência de turnos.


Foto: divulgação

Games for Impact:
Tell Me Why (Xbox One, Microsoft Windows)

Pouco conhecida, mas bastante relevante, a categoria Games for Impact apresenta jogos com impacto social. Tell Me Why, o vencedor deste ano, traz a história dos irmãos gêmeos Tyler e Alyson, em uma trama que foca no relacionamento de ambos e vai destrinchando as memórias de uma infância conturbada. Tyler é um homem trans, e seu desenvolvimento foi feito em parceria com o GLAAD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), grupo de defesa LGBTQ dos EUA.


Foto: divulgação

Melhor Game ainda em Atualização:
No Man’s Sky (PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X, Microsoft Windows)

Lançado em 2016, o game teve um início conturbado e que desagradou muitos players, mas seguiu sendo atualizado para uma melhoria geral da experiência que o transformou por completo. Agora com modo Multiplayer online, Modo Construção e Campanha Single-Player, o jogo agora conta a história de um viajante de uma raça alienígena que começa a interagir com o jogador e falar sobre os mistérios do local. Os dois marcam um encontro e ficam surpresos quando, ao chegarem ao local, não conseguem se ver – o que os leva a questionar o universo como um todo.


Foto: divulgação

Melhor Jogo Independente e Melhor Jogo de Ação:
Hades (Nintendo Switch, Mac OS, Microsoft Windows)

Uma das grandes surpresas do ano, o jogo concorreu em oito categorias e levou duas delas. Divertido e envolvente, ele acompanha Pyre, Príncipe do Submundo, que deve usar os poderes e armas míticas do Olimpo para se libertar das garras do deus dos mortos, Hades, enquanto se fortalece e mergulha mais a fundo na história.

Foto: divulgação

Melhor Jogo para Dispositivos Móveis e Melhor Jogo Multiplayer:
Among Us (iOS, Microsoft Windows, Android)

Você gosta de aproveitar games no smartphone, ou de reunir os amigos para partidas divertidas e descompromissadas? Então o jogo – um dos queridinhos de 2020 – é a pedida ideal: simples, ele reúne vários players em uma nave espacial e coloca um deles como impostor. O objetivo da tripulação é descobrir quem ele é e expulsá-lo de lá.


Foto: divulgação

Melhor Jogo de Realidade Virtual/Realidade Aumentada:
Half-Life: Alyx (Microsoft Windows)

Primeiro da saga em quase 12 anos, o jogo apresenta as forças alienígenas conhecidas como Combine no controle do planeta. O pratagonista, Alyx Vance, parte em uma ventura ao lado de seu pai, o cientista Eli Vance, para formar uma resistência e reunir sobreviventes. Em primeira pessoa, o combate no VR é bastante intenso, fazendo você sentir na pele como é estar em uma luta pela sobrevivência.


Foto: divulgação

Melhor jogo de luta:
Mortal Kombat 11/Ultimate (PS4, Nintendo Switch, Xbox One, Google Stadia, Microsoft Windows)

Se você é fã de jogos de luta, certamente já está bastante familiarizado com a franquia Mortal Kombat. Cheio de sangue, golpes e personagens icônicos, o novo título traz o estilo que você já conhece, mas em gráficos mais impressionantes, 37 opções de lutadores e duas campanhas com histórias cinematográficas (assumindo o controle dos protetores do Plano Terreno para impedir que Kronika retroceda o tempo).


Foto: divulgação

Melhor Jogo para Família:
Animal Crossing: New Horizons (Nintendo Switch)

Quer se divertir com toda a família? O game de simulação social te transporta para uma ilha paradisíaca que pode ser modificada ao seu gosto. É só arregaçar as mangas e começar a criar as próprias ferramentas, móveis, pontes e o que mais a sua imaginação mandar.


Foto: divulgação

Melhor Jogo de Esporte/Corrida
Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 (PS4, Xbox One, Microsoft Windows)

Remaster dos dois primeiros games da franquia Tony Hawk’s Pro Skater, o game traz todas as pistas e skatistas das versões originais e praticamente a mesma trilha sonora icônica, mas com gráficos de alta qualidade e um gameplay mais preciso e gostoso de jogar.